“Quem olha para fora, sonha; quem olha para dentro, desperta”

A frase não é minha, é de Robin Sharma. Mas nela está tudo aquilo em que acredito e nela vive todo o tempo que todos os dias espero viver. Mas só conseguimos entender o poder desta expressão, quando paramos…porque não há como olhar para dentro se estiveres sempre a andar e nem vais conseguir despertar para o teu tempo se apenas pensares nele como uma agenda para cumprir, um horário pendurado na parede que, irremediavelmente, tens de encaixar no teu tempo. Porque o teu tempo é o resultado daquilo que desperta dentro de ti e com o qual, aí sim, vais construir os teus horários, as tuas agendas e planeamentos. Só quando decides em que relógio queres viver, é que começas a viver, realmente, o TEU TEMPO.

Parar obriga-te a sair de dentro da tua cabeça, onde os teus pensamentos são mais velozes do que o teu tempo, onde te atropelas e atropelas o presente, com constantes viagens ao passado e ao presente.

Parar obriga-te a entrar dentro do teu coração, dos meandros mais internos de ti, onde vive o que realmente importa. E quando descobres como se faz essa viagem, como se aplica a bagagem que dela se traz ao teu dia, aos teus dias passas a viver com tempo que te faz sentido e que te faz feliz.

O relógio pode muito bem ser aquilo que queres fazer dele. Sim, pode mesmo. Porque, em cada minuto, tens sempre uma oportunidade de fazer uma escolha. Se se souberes qual é, porque paraste e a descobriste, sais dessa espiral de pensamentos que te aprisionam num perigoso piloto automático, que faz, faz, faz… mas, raramente, sente.

E o tempo está lá e é o que permite sentir e mora dentro de ti. Apenas ainda não aprendeste a olhar para ele com as lentes certas. Aquelas que não se enredam na teia dos pensamentos que se atropelam e que não te deixam estar aqui… neste instante.

Viver é tempo e tempo é vida. Por isso, é muito mais do que uma agenda ou um plano semanal e mensal. Eles importam e deves aprender a fazê-los, mas, mais importante é a razão por que os fazes.

Imagino que até possas pensar que isto é difícil. Sim, não é fácil. Mas é completamente POSSÍVEL. A maioria dos milagres, aqueles que impactam mesmo a nossa vida, são apenas o resultado de uma mudança de perspetiva. O meu pequeno milagre aconteceu quando parei, por causa de um tumor, e me dei conta que o meu tempo é o melhor que tenho na vida. E o teu tempo pode tornar-se mais e o melhor da tua vida, se estiveres disposta a procurar em ti uma nova perspetiva…

Há técnicas, há estratégias, há caminhos que nos ajudam a lá chegar … e como eu gostaria que tentasses…!!

Espreita aqui. Pode ser que esteja aqui o pequeno milagre da tua vida… ou seja, o teu despertar que te vai permitir olhar para o TEU TEMPO com umas novas lentes.

Joana Duque

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!

You have Successfully Subscribed!